expr:class='"loading" + data:blog.mobileClass'>

quinta-feira, 21 de abril de 2016

SARNEY FILHO PODE VIRAR MINISTRO DE TEMER

A família Sarney, que trabalha pelo impeachment, negocia com o Palácio do Jaburu entregar o Ministério do Meio Ambiente a Zequinha Sarney, filho do ex-presidente da República.

terça-feira, 19 de abril de 2016

MULHER DO POVOADO SERRINHA É DADA COMO DESAPARECIDA

O nome é Maria do Espirito Santo Silva, ela tem 52 anos e a maioria de seus familiares moram no Povoado Serrinha, em Joselândia. Segundo informações ela desapareceu em Sorriso-MT, informações essas que partiram das redes sociais e confirmadas pelo nosso blog. Ela tem um irmão e sobrinhos na cidade de Sorriso-MT, que a levaram para ficarem alguns dias com ela. Membros da família que moram no município de Joselândia disseram que Maria do Espirito Santo Silva tem transtornos psiquiátricos e que ela já tinha desaparecido outras vezes quando estava no povoado Serrinha. Por estar muito longe das pessoas que a conhece, a preocupação dos familiares aumentam, pois acreditam que assim fica mais difícil de reencontra-la.

Segue foto:

PDT EXPULSA OS SEIS DEPUTADOS FEDERAIS QUE VOTARAM CONTRA DILMA

O PDT iniciou nesta segunda-feira (18/4) o processo de expulsão dos seis deputados federais do partido que ontem, domingo, votaram a favor do impeachment da presidente Dilma Rousseff (PT) – contrariando determinação expressa do Diretório Nacional.
A decisão do PDT de votar contra o impeachment foi tomada em dezembro do ano passado, sendo referendada posteriormente, por unanimidade, pelo Diretório Nacional reunido em Brasília dia 22 de janeiro; e, por último, confirmada na última sexta-feira (15/4), em reunião da Executiva com integrantes da Comissão Nacional de Ética, presidentes dos movimentos de base partidário e integrantes das bancadas do PDT na Câmara e no Senado.
Reunida nesta manhã (18/4) na Sede Nacional do partido, em Brasília, os membros da Comissão Permanente discutiram o comportamento dos deputados do PDT e, ao final, confirmaram a decisão de expulsar os deputados infiéis.
Votaram contra a determinação da direção do partido e foram expulsos, de ofício, os deputados federais Mario Heringer (MG), Sérgio Vidigal (ES), Giovanni Cherini (RS), Flávia Morais (GO), Subtenente Gonzaga (MG) e Hissa Abrahão (AM).
A Comissão de Ética, como anunciado, iniciou os processos de expulsão garantindo a todos amplo direito de defesa previsto na legislação e nos estatutos; e vai submeter o seu parecer ao Diretório Nacional do PDT já convocado para decidir sobre o assunto no próximo dia 30 de maio, no Rio de Janeiro.
Os que forem dirigentes estaduais serão destituídos dos cargos, caso do Espirito Santo, presidido por Sergio Vidigal; e Goiás, presidido por Georges Morais – e também serão destituídas as comissões provisórias do PDT nos estados de Minas Gerais e Amazonas presididas, respectivamente, pelos deputados Mario Heringer e Hissa Abrahão.
A decisão de expulsar os infiéis foi tomada pela Executiva em dezembro passado, ato referendado pelo Diretório nacional dia 22 de janeiro e, por último, confirmado na sexta-feira passada (15/4) na reunião da Executiva Nacional, com a Comissão de Ética,  movimentos partidários e bancada federal do partido. Os parlamentares, todos, também foram avisados por escrito que corriam risco de expulsão caso não votassem contra o impeachment.

Veja vídeo com fala de Carlos Lupi:

Fonte: OM - Ascom PDT - OM

segunda-feira, 18 de abril de 2016

CARTÓRIO ELEITORAL FICARÁ EM JOSELÂNDIA ATÉ O DIA 22/04

Começaram hoje 18, e vão até o dia 22 de abril os serviços do Cartório Eleitoral em Joselândia. Além de oferecer aos cidadãos de 16 anos ou mais a oportunidade de emitir o título eleitoral para ter direito a votar nas próximas eleições, o atendimento também prever consultas, para saber se o eleitor tem alguma pendencia com a justiça eleitoral a fim de estar se regularizando. Transferências de Títulos também estão sendo oferecidos. O Cartório Eleitoral está atendendo na Escola Municipal Antônio Mendes Pereira, na Avenida Duque de Caxias. 

HOJE É ANIVERSARIO DE ORLEANS CARVALHO

Amado e odiado por fazer simplesmente o que qualquer pessoa de bem normalmente faria, ajudar a quem precisa. Essa é a punição para Orleans por ser o que é. Amado e odiado. Mas não é com sentimento de ódio, até por que não existe motivo, que escrevemos esse editorial. O que sentimos no dia de hoje é só alegria, por saber que Joselândia tem sempre contado com esse homem, que nunca fugiu a luta nas horas boas e ruins que temos passado.

Orleans merece respeito pelo homem corajoso que é. Pois ninguém, ou melhor, nenhum político soube dar tantas voltas por cima como ele. Perder eleição? Para ele era apenas mais um motivo de nunca desistir de lutar verdadeiramente pelos seus conterrâneos, contra as injustiças, as desigualdades e contra os que se aproveitavam dos mais humildes.

É, foram muitos anos de lutas, derrotas... Derrotas não! No dicionário desse homem, essa palavra não existe. Então, podemos dizer que foram muitas lutas vitoriosas.  E nesse nosso mundo de “humanos” já sabemos como funciona: quem procura o bem comum para uma sociedade, é atacado.

 Parabéns Orleans pelos seus 49 anos. Você é o que muitos políticos de Joselândia deveriam ser. Perseverantes. E nunca desistir de fazer o bem, mesmo não satisfazendo alguns.
Assim que definimos você: “Amado por fazer o bem, e odiado por fazer o bem”.   O mais importante é que você está fazendo. O bem.

ENQUANTO MULHER VOTA CONTRA CORRUPÇÃO, MARIDO É PRESO POR CORRUPÇÃO.


O prefeito de Montes Claros em Minas Gerais, Ruy Muniz  (PSB) foi preso preventivamente pela Polícia Federal na manhã desta segunda-feira (18), em Brasília (DF). Ele é suspeito de prejudicar o funcionamento de hospitais públicos da cidade para favorecer um hospital privado, que é gerido pela sua família.
Muniz é casado com a deputada federal Raquel Muniz (PSD), que votou neste domingo (17) a favor do processo de impeachment da presidente Dilma Rousseff (PT).

Ela destacou a gestão do marido ao proferir o voto. "Meu voto é em homenagem às vítimas da BR-­251. É para dizer que o Brasil tem jeito, e o prefeito de Montes Claros mostra isso para todos nós com sua gestão".
Veja no vídeo o voto da deputada:


O prefeito foi preso na operação "Máscara da Sanidade II - Sabotadores da Saúde" e deve chegar à cidade mineira ainda nesta segunda. A Justiça também expediu mandado de prisão contra a atual secretária de saúde do município, Ana Paula Nascimento.

VEJA COMO VOTARAM OS DEPUTADOS DO MA NA SESSÃO DO IMPEACHMENT

Foram oito votos contra e dez a favor do processo de impeachment.
Parlamentares maranhenses estiveram em votação neste domingo (17).

Os deputados maranhenses participaram neste domingo (17) da votação que decidiu pelo prosseguimento do processo de impeachment contra a presidenta Dilma Roussef (PT). Dos 18 parlamentares que representam o Estado, dez votaram a favor e, os outros oito, contra.

Veja abaixo como votou cada deputado maranhense

Votaram SIM pelo prosseguimento do processo de impeachment

Votaram NÃO pelo prosseguimento do processo de impeachment


EX-GOVERNADOR ZÉ REINALDO FOI “TOPADO” AO DIZER "SIM AO IMPEACHMENT"

O deputado federal José Reinaldo foi uma das poucas vozes que tiveram coragem de relembrar as barbaridades cometidas por Lula, Dilma e o PT contra o Maranhão, entre elas o engodo da refinaria da Petrobras em Bacabeira.
Ontem, durante votação que aprovou a abertura do processo de impeachment contra a presidente, Zé Reinaldo fez uma espécie de desabafo em relação as perseguições que ele e o estado sofreram durante os governos de Lula e Dilma.
Quando José Reinaldo foi governador, o envio de verbas federais, por ordem de José Sarney, foram barradas para o Maranhão, sem falar que ministros eram impedidos de pisar no estado. Reinaldo até preso foi, em uma armação maligna bancada por Sarney e Lula.

Mesmo com todas as dificuldades, José Reinaldo fez um bom governo, conseguindo eleger em seguida Jackson Lago, contra a vontade de Lula, que veio a Timon pedir votos para Roseana Sarney.
No governo Jackson, as perseguições implacáveis de Sarney continuaram. Lago foi penalizado do primeiro ao último dia do seu governo. Em Brasília, o Maranhão chegou a ser retirado do mapa.
E com a ajuda do amigo Lula, Sarney conseguiu cassar o pedetista.
Com Flávio Dino também não foi diferente. Além de Lula e Dilma apoiarem Roseana e Lobão Filho nas eleições para o governo, ainda tiram-lhe o PT. Dino sofreu as maiores humilhações. Até para ser nomeado na presidência da Embratur, Dilma teve que pedir autorização para Sarney.
Durante todo esse processo de impeachment, fora José Reinaldo, ninguém lembrou de passar a limpo as atrocidades de Lula, Dilma e petistas cometidas contra Jackson Lago, Flávio Dino e o povo maranhense. Até mesmo deputados do PDT se calaram, poderiam ter repudiado o golpe sofrido por Jackson.
Ao longo dos governos do PT, José Sarney se tornou um dos políticos mais poderosos do país. Teve o controle de ministérios, centenas de cargos, dava as cartas no Palácio do Planalto. Isso até uns dias atrás.
Vendo que Dilma seria deposta do poder, tratou de pular do barco. Não pelo fato de ser o PMDB que vai assumir o país, poderia até ser o PCdoB, visto que José Sarney sempre ficou do lado do poder. Assim acontece desde que iniciou sua trajetória política.

Fonte: John Cutrim

GRAVE ACIDENTE DE MOTO, MATA JOVEM NA RODOVIA JOÃO DO VALE - MA 381

Jhone Lima Ferreira tinha 24 anos
Um grave acidente de moto ceifou a vida do jovem Jhonatas Lima Ferreira de 24 anos. O acidente aconteceu ontem por volta das 07h30min da noite na MA 381, no Km 40 próximo ao Povoado Lambedor. O jovem estava na garupa, que segundo o condutor conhecido como Madruga, em certo momento ao mudar de marcha, a moto travou e os arremessaram para frente causando um forte impacto. Ainda segundo informações as vítimas foram socorridas por alguns colegas que vinham logo atrás em outra moto. Imediatamente eles foram levados para o hospital de Joselândia. Mas ao chegar à unidade hospitalar, Jhonatas não resistiu aos ferimentos e veio a óbito logo em seguida. Já o condutor da moto Madruga, teve ferimentos leves e passa bem. Até o momento, o que se sabe sobre esse acidente é que, tanto o garupa, quanto o condutor tinham bebido e que portanto não poderia estar conduzindo a moto. 

sábado, 16 de abril de 2016

VEJA A ORDEM DE VOTAÇÃO DOS DEPUTADOS NO PROCESSO DE IMPEACHMENT

Sessão para votar a abertura do processo está marcada para domingo (17). Bancadas estaduais vão se alternar nos votos no plenário da Câmara.


Neste domingo (17), os 513 deputados serão chamados pelo nome para votar se concordam ou não com a abertura do processo de impeachment contra a presidente Dilma Rousseff.
A ordem de chamada no plenário da Câmara foi estabelecida pelo presidente da Casa, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), e validada pelo Supremo Tribunal Federal (STF).
As bancadas estaduais vão se alternar na votação. Os primeiros a serem chamados serão os deputados de Roraima, todos em ordem alfabética. Depois, será a vez de todos do Rio Grande do Sul, também em ordem alfabética.
A alternância entre um estado mais ao Norte e um mais ao Sul, então, se inverte. Depois do Rio Grande do Sul, serão chamados os deputados de Santa Catarina, seguidos pelos do Amapá. E aí novamente um estado do Norte (o Pará) ganha a vez. O esquema se repete até o final.

Veja a lista organizada pela ordem de votação:

Roraima
ABEL MESQUITA JR. (DEM)
CARLOS ANDRADE (PHS)
EDIO LOPES (PR)
HIRAN GONÇALVES (PP)
JHONATAN DE JESUS (PRB)
MARIA HELENA (PSB)
REMÍDIO MONAI (PR)
SHÉRIDAN (PSDB)

Rio Grande do Sul
AFONSO HAMM (PP)
AFONSO MOTTA (PDT)
ALCEU MOREIRA (PMDB)
BOHN GASS (PT)
CARLOS GOMES (PRB)
COVATTI FILHO (PP)
DANRLEI DE DEUS HINTERHOLZ (PSD)
DARCÍSIO PERONDI (PMDB)
GIOVANI CHERINI (PDT)
HEITOR SCHUCH (PSB)
HENRIQUE FONTANA (PT)
JERÔNIMO GOERGEN (PP)
JOÃO DERLY (REDE)
JOSÉ FOGAÇA* (PMDB)
JOSÉ OTÁVIO GERMANO (PP)
JOSE STÉDILE (PSB)
LUIS CARLOS HEINZE (PP)
LUIZ CARLOS BUSATO (PTB)
MARCO MAIA (PT)
MARCON (PT)
MARIA DO ROSÁRIO (PT)
MAURO PEREIRA* (PMDB)
NELSON MARCHEZAN JUNIOR (PSDB)
ONYX LORENZONI (DEM)
OSMAR TERRA (PMDB)
PAULO PIMENTA (PT)
PEPE VARGAS (PT)
POMPEO DE MATTOS (PDT)
RENATO MOLLING (PP)
RONALDO NOGUEIRA (PTB)
SÉRGIO MORAES (PTB)

Santa Catarina
CARMEN ZANOTTO (PPS)
CELSO MALDANER (PMDB)
CESAR SOUZA (PSD)
DÉCIO LIMA (PT)
ESPERIDIÃO AMIN (PP)
GEOVANIA DE SÁ (PSDB)
JOÃO PAULO KLEINÜBING (PSD)
JOÃO RODRIGUES (PSD)
JORGE BOEIRA (PP)
JORGINHO MELLO (PR)
MARCO TEBALDI (PSDB)
MAURO MARIANI (PMDB)
PEDRO UCZAI (PT)
ROGÉRIO PENINHA MENDONÇA (PMDB)
RONALDO BENEDET (PMDB)
VALDIR COLATTO (PMDB)

Amapá
ANDRÉ ABDON (PP)
CABUÇU BORGES (PMDB)
JANETE CAPIBERIBE (PSB)
JOZI ARAÚJO (PTN)
MARCOS REATEGUI (PSD)
PROFESSORA MARCIVANIA (PCdoB)
ROBERTO GÓES (PDT)
VINICIUS GURGEL (PR)

Pará
ARNALDO JORDY (PPS)
BETO FARO (PT)
BETO SALAME (PP)
DELEGADO ÉDER MAURO (PSD)
EDMILSON RODRIGUES (PSOL)
ELCIONE BARBALHO (PMDB)
FRANCISCO CHAPADINHA (PTN)
HÉLIO LEITE (DEM)
JOAQUIM PASSARINHO (PSD)
JOSÉ PRIANTE (PMDB)
JOSUÉ BENGTSON (PTB)
JÚLIA MARINHO (PSC)
LÚCIO VALE (PR)
NILSON PINTO (PSDB)
SIMONE MORGADO (PMDB)
WLADIMIR COSTA (SD)
ZÉ GERALDO (PT)
Paraná
ALEX CANZIANI (PTB)
ALFREDO KAEFER (PSL)
ALIEL MACHADO (REDE)
ASSIS DO COUTO (PDT)
CHRISTIANE DE SOUZA YARED (PR)
DIEGO GARCIA (PHS)
DILCEU SPERAFICO (PP)
ENIO VERRI (PT)
EVANDRO ROMAN (PSD)
FERNANDO FRANCISCHINI (SD)
GIACOBO (PR)
HERMES PARCIANELLO (PMDB)
JOÃO ARRUDA (PMDB)
LEANDRE (PV)
LEOPOLDO MEYER (PSB)
LUCIANO DUCCI (PSB)
LUIZ CARLOS HAULY (PSDB)
LUIZ NISHIMORI (PR)
MARCELO BELINATI (PP)
NELSON MEURER (PP)
NELSON PADOVANI* (PSDB)
OSMAR SERRAGLIO (PMDB)
PAULO MARTINS* (PSDB)
RICARDO BARROS (PP)
RUBENS BUENO (PPS)
SANDRO ALEX (PSD)
SERGIO SOUZA (PMDB)
TAKAYAMA (PSC)
TONINHO WANDSCHEER (PROS)
ZECA DIRCEU (PT)

Mato Grosso do Sul
CARLOS MARUN (PMDB)
DAGOBERTO (PDT)
ELIZEU DIONIZIO* (PSDB)
GERALDO RESENDE (PSDB)
MANDETTA (DEM)
TEREZA CRISTINA (PSB)
VANDER LOUBET (PT)
ZECA DO PT (PT)

Amazonas 

ALFREDO NASCIMENTO (PR)
ARTHUR VIRGÍLIO BISNETO (PSDB)
ÁTILA LINS (PSD)
CONCEIÇÃO SAMPAIO (PP)
HISSA ABRAHÃO (PDT)
MARCOS ROTTA (PMDB)
PAUDERNEY AVELINO (DEM)
SILAS CÂMARA (PRB)

Rondônia
EXPEDITO NETTO (PSD)
LINDOMAR GARÇON (PRB)
LUCIO MOSQUINI (PMDB)
LUIZ CLÁUDIO (PR)
MARCOS ROGÉRIO (DEM)
MARIANA CARVALHO (PSDB)
MARINHA RAUPP (PMDB)
NILTON CAPIXABA (PTB)

Goiás
ALEXANDRE BALDY (PTN)
CÉLIO SILVEIRA (PSDB)
DANIEL VILELA (PMDB)
DELEGADO WALDIR (PR)
FÁBIO SOUSA (PSDB)
FLÁVIA MORAIS (PDT)
GIUSEPPE VECCI (PSDB)
HEULER CRUVINEL (PSD)
JOÃO CAMPOS (PRB)
JOVAIR ARANTES (PTB)
LUCAS VERGILIO (SD)
MAGDA MOFATTO (PR)
MARCOS ABRÃO (PPS)
PEDRO CHAVES (PMDB)
ROBERTO BALESTRA (PP)
RUBENS OTONI (PT)
THIAGO PEIXOTO (PSD)

Distrito Federal
ALBERTO FRAGA (DEM)
AUGUSTO CARVALHO (SD)
ERIKA KOKAY (PT)
IZALCI (PSDB)
LAERTE BESSA (PR)
ROGÉRIO ROSSO (PSD)
RONALDO FONSECA (PROS)
RÔNEY NEMER (PP)

Acre
ALAN RICK (PRB)
ANGELIM (PT)
CÉSAR MESSIAS (PSB)
FLAVIANO MELO (PMDB)
JÉSSICA SALES (PMDB)
LEO DE BRITO (PT)
ROCHA (PSDB)
SIBÁ MACHADO (PT)

Tocantins
CARLOS HENRIQUE GAGUIM (PTN)
CÉSAR HALUM (PRB)
DULCE MIRANDA (PMDB)
IRAJÁ ABREU (PSD)
JOSI NUNES (PMDB)
LÁZARO BOTELHO (PP)
PROFESSORA DORINHA SEABRA REZENDE (DEM)
VICENTINHO JÚNIOR (PR)

Mato Grosso
ADILTON SACHETTI (PSB)
CARLOS BEZERRA (PMDB)
FABIO GARCIA (PSB)
NILSON LEITÃO (PSDB)
PROFESSOR VICTÓRIO GALLI (PSC)
SÁGUAS MORAES (PT)
TAMPINHA* (PSD)
VALTENIR PEREIRA (PMDB)

São Paulo
ALEX MANENTE (PPS)
ALEXANDRE LEITE (DEM)
ANA PERUGINI (PT)
ANDRES SANCHEZ (PT)
ANTONIO BULHÕES (PRB)
ARLINDO CHINAGLIA (PT)
ARNALDO FARIA DE SÁ (PTB)
ARNALDO JARDIM (PPS)
BALEIA ROSSI (PMDB)
BETO MANSUR (PRB)
BRUNA FURLAN (PSDB)
BRUNO COVAS (PSDB)
CAPITÃO AUGUSTO (PR)
CARLOS SAMPAIO (PSDB)
CARLOS ZARATTINI (PT)
CELSO RUSSOMANNO (PRB)
DR. SINVAL MALHEIROS (PTN)
DUARTE NOGUEIRA (PSDB)
EDINHO ARAÚJO (PMDB)
EDUARDO BOLSONARO (PSC)
EDUARDO CURY (PSDB)
ELI CORRÊA FILHO (DEM)
EVANDRO GUSSI (PV)
FAUSTO PINATO (PP)
FLAVINHO (PSB)
FLORIANO PESARO (PSDB)
GILBERTO NASCIMENTO (PSC)
GOULART (PSD)
GUILHERME MUSSI (PP)
HERCULANO PASSOS (PSD)
IVAN VALENTE (PSOL)
JEFFERSON CAMPOS (PSD)
JOÃO PAULO PAPA (PSDB)
JORGE TADEU MUDALEN (DEM)
JOSÉ MENTOR (PT)
KEIKO OTA (PSB)
LUIZ LAURO FILHO (PSB)
LUIZA ERUNDINA (PSOL)
MAJOR OLIMPIO (SD)
MARA GABRILLI (PSDB)
MARCELO SQUASSONI (PRB)
MARCIO ALVINO (PR)
MIGUEL HADDAD (PSDB)
MIGUEL LOMBARDI (PR)
MILTON MONTI (PR)
MISSIONÁRIO JOSÉ OLIMPIO (DEM)
NELSON MARQUEZELLI (PTB)
NILTO TATTO (PT)
ORLANDO SILVA (PCdoB)
PAULO FREIRE (PR)
PAULO MALUF (PP)
PAULO PEREIRA DA SILVA (SD)
PAULO TEIXEIRA (PT)
PR. MARCO FELICIANO (PSC)
RENATA ABREU (PTN)
RICARDO IZAR (PP)
RICARDO TRIPOLI (PSDB)
ROBERTO ALVES (PRB)
ROBERTO DE LUCENA (PV)
RODRIGO GARCIA (DEM)
SAMUEL MOREIRA (PSDB)
SÉRGIO REIS (PRB)
SILVIO TORRES (PSDB)
TIRIRICA (PR)
VALMIR PRASCIDELLI (PT)
VANDERLEI MACRIS (PSDB)
VICENTE CANDIDO (PT)
VICENTINHO (PT)
VINICIUS CARVALHO (PRB)
VITOR LIPPI (PSDB)

Maranhão
ALBERTO FILHO (PMDB)
ALUISIO MENDES (PTN)
ANDRÉ FUFUCA (PP)
CLEBER VERDE (PRB)
ELIZIANE GAMA (PPS)
HILDO ROCHA (PMDB)
JOÃO CASTELO (PSDB)
JOÃO MARCELO SOUZA (PMDB)
JOSÉ REINALDO (PSB)
JUNIOR MARRECA (PEN)
JUSCELINO FILHO (DEM)
PEDRO FERNANDES (PTB)
RUBENS PEREIRA JÚNIOR (PCdoB)
SARNEY FILHO (PV)
VICTOR MENDES (PSD)
WALDIR MARANHÃO (PP)
WEVERTON ROCHA (PDT)
ZÉ CARLOS (PT)

Ceará
ADAIL CARNEIRO (PP)
ANÍBAL GOMES (PMDB)
ARIOSTO HOLANDA* (PDT)
ARNON BEZERRA (PTB)
CABO SABINO (PR)
CHICO LOPES (PCdoB)
DANILO FORTE (PSB)
DOMINGOS NETO (PSD)
GENECIAS NORONHA (SD)
GORETE PEREIRA (PR)
JOSÉ AIRTON CIRILO (PT)
JOSÉ GUIMARÃES (PT)
LEÔNIDAS CRISTINO (PDT)
LUIZIANNE LINS (PT)
CEMADO (PP)
MORONI TORGAN (DEM)
MOSES RODRIGUES (PMDB)
ODORICO MONTEIRO (PROS)
RAIMUNDO GOMES DE MATOS (PSDB)
RONALDO MARTINS (PRB)
VICENTE ARRUDA* (PDT)
VITOR VALIM (PMDB)

Rio de Janeiro
ALESSANDRO MOLON (REDE)
ALEXANDRE SERFIOTIS (PMDB)
ALEXANDRE VALLE (PR)
ALTINEU CÔRTES (PMDB)
AROLDE DE OLIVEIRA (PSC)
AUREO (SD)
BENEDITA DA SILVA (PT)
CABO DACIOLO (PTdoB)
CELSO PANSERA (PMDB)
CHICO ALENCAR (PSOL)
CHICO D'ANGELO (PT)
CLARISSA GAROTINHO (PR)
CRISTIANE BRASIL (PTB)
DELEY (PTB)
DR. JOÃO (PR)
EDUARDO CUNHA (PMDB)
EZEQUIEL TEIXEIRA (PTN)
FELIPE BORNIER (PROS)
FERNANDO JORDÃO (PMDB)
FRANCISCO FLORIANO (DEM)
GLAUBER BRAGA (PSOL)
HUGO LEAL (PSB)
INDIO DA COSTA (PSD)
JAIR BOLSONARO (PSC)
JANDIRA FEGHALI (PCdoB)
JEAN WYLLYS (PSOL)
JULIO LOPES (PP)
LEONARDO PICCIANI (PMDB)
LUIZ CARLOS RAMOS (PTN)
LUIZ SÉRGIO (PT)
MARCELO MATOS (PHS)
MARCO ANTÔNIO CABRAL (PMDB)
MARCOS SOARES (DEM)
MIRO TEIXEIRA (REDE)
OTAVIO LEITE (PSDB)
PAULO FEIJÓ (PR)
PEDRO PAULO (PMDB)
ROBERTO SALES (PRB)
RODRIGO MAIA (DEM)
ROSANGELA GOMES (PRB)
SERGIO ZVEITER (PMDB)
SIMÃO SESSIM (PP)
SORAYA SANTOS (PMDB)
SÓSTENES CAVALCANTE (DEM)
WADIH DAMOUS* (PT)
WASHINGTON REIS (PMDB)

Espírito Santo
CARLOS MANATO (SD)
DR. JORGE SILVA (PHS)
EVAIR DE MELO (PV)
GIVALDO VIEIRA (PT)
HELDER SALOMÃO (PT)
LELO COIMBRA (PMDB)
MARCUS VICENTE (PP)
MAX FILHO (PSDB)
PAULO FOLETTO (PSB)
SERGIO VIDIGAL (PDT)

Piauí
ASSIS CARVALHO (PT)
ÁTILA LIRA (PSB)
CAPITÃO FÁBIO ABREU (PTB)
HERÁCLITO FORTES (PSB)
IRACEMA PORTELLA (PP)
JÚLIO CESAR (PSD)
MARCELO CASTRO (PMDB)
PAES LANDIM (PTB)
REJANE DIAS (PT)
RODRIGO MARTINS (PSB)

Rio Grande do Norte
ANTÔNIO JÁCOME (PTN)
BETO ROSADO (PP)
FÁBIO FARIA (PSD)
FELIPE MAIA (DEM)
RAFAEL MOTTA (PSB)
ROGÉRIO MARINHO (PSDB)
WALTER ALVES (PMDB)
ZENAIDE MAIA (PR)

Minas Gerais
ADELMO CARNEIRO LEÃO* (PT)
AELTON FREITAS (PR)
BILAC PINTO (PR)
BONIFÁCIO DE ANDRADA (PSDB)
BRUNNY (PR)
CAIO NARCIO (PSDB)
CARLOS MELLES (DEM)
DÂMINA PEREIRA (PSL)
DELEGADO EDSON MOREIRA (PR)
DIEGO ANDRADE (PSD)
DIMAS FABIANO (PP)
DOMINGOS SÁVIO (PSDB)
EDUARDO BARBOSA (PSDB)
EROS BIONDINI (PROS)
FÁBIO RAMALHO (PMDB)
FRANKLIN LIMA (PP)
GABRIEL GUIMARÃES (PT)
GEORGE HILTON (PROS)
JAIME MARTINS (PSD)
JÔ MORAES (PCdoB)
JÚLIO DELGADO (PSB)
LAUDIVIO CARVALHO (SD)
LEONARDO MONTEIRO (PT)
LEONARDO QUINTÃO (PMDB)
LINCOLN PORTELA (PRB)
LUIS TIBÉ (PTdoB)
LUIZ FERNANDO FARIA (PP)
MARCELO ÁLVARO ANTÔNIO (PR)
MARCELO ARO (PHS)
MARCOS MONTES (PSD)
MARCUS PESTANA (PSDB)
MARGARIDA SALOMÃO (PT)
MÁRIO HERINGER (PDT)
MAURO LOPES (PMDB)
MIGUEL CORRÊA (PT)
MISAEL VARELLA (DEM)
NEWTON CARDOSO JR (PMDB)
ODAIR CUNHA (PT)
PADRE JOÃO (PT)
PATRUS ANANIAS (PT)
PAULO ABI-ACKEL (PSDB)
RAQUEL MUNIZ (PSD)
REGINALDO LOPES (PT)
RENZO BRAZ (PP)
RODRIGO DE CASTRO (PSDB)
RODRIGO PACHECO (PMDB)
SARAIVA FELIPE (PMDB)
STEFANO AGUIAR (PSD)
SUBTENENTE GONZAGA (PDT)
TENENTE LÚCIO (PSB)
TONINHO PINHEIRO (PP)
WELITON PRADO (PMB)
ZÉ SILVA (SD)
Bahia
AFONSO FLORENCE (PT)
ALICE PORTUGAL (PCdoB)
ANTONIO BRITO (PSD)
ANTONIO IMBASSAHY (PSDB)
ARTHUR OLIVEIRA MAIA (PPS)
BACELAR (PTN)
BEBETO (PSB)
BENITO GAMA (PTB)
CACÁ LEÃO (PP)
CAETANO (PT)
CLAUDIO CAJADO (DEM)
DANIEL ALMEIDA (PCdoB)
DAVIDSON MAGALHÃES* (PCdoB)
ELMAR NASCIMENTO (DEM)
ERIVELTON SANTANA (PEN)
FÉLIX MENDONÇA JÚNIOR (PDT)
FERNANDO TORRES* (PSD)
IRMÃO LAZARO (PSC)
JOÃO CARLOS BACELAR (PR)
JOÃO GUALBERTO (PSDB)
JORGE SOLLA (PT)
JOSÉ CARLOS ALELUIA (DEM)
JOSÉ CARLOS ARAÚJO (PR)
JOSÉ NUNES (PSD)
JOSÉ ROCHA (PR)
JUTAHY JUNIOR (PSDB)
LUCIO VIEIRA LIMA (PMDB)
MÁRCIO MARINHO (PRB)
MÁRIO NEGROMONTE JR. (PP)
MOEMA GRAMACHO (PT)
PAULO AZI (DEM)
PAULO MAGALHÃES (PSD)
ROBERTO BRITTO (PP)
RONALDO CARLETTO (PP)
SÉRGIO BRITO (PSD)
TIA ERON (PRB)
ULDURICO JUNIOR (PV)
VALMIR ASSUNÇÃO (PT)
WALDENOR PEREIRA (PT)
Paraíba
AGUINALDO RIBEIRO (PP)
BENJAMIN MARANHÃO (SD)
DAMIÃO FELICIANO (PDT)
EFRAIM FILHO (DEM)
HUGO MOTTA (PMDB)
LUIZ COUTO (PT)
MANOEL JUNIOR (PMDB)
PEDRO CUNHA LIMA (PSDB)
RÔMULO GOUVEIA (PSD)
VENEZIANO VITAL DO RÊGO (PMDB)
WELLINGTON ROBERTO (PR)
WILSON FILHO (PTB)

Pernambuco
ADALBERTO CAVALCANTI (PTB)
ANDERSON FERREIRA (PR)
ANDRÉ DE PAULA (PSD)
AUGUSTO COUTINHO* (SD)
BETINHO GOMES (PSDB)
BRUNO ARAÚJO (PSDB)
DANIEL COELHO (PSDB)
DANILO CABRAL (PSB)
EDUARDO DA FONTE (PP)
FERNANDO COELHO FILHO (PSB)
GONZAGA PATRIOTA (PSB)
JARBAS VASCONCELOS (PMDB)
JOÃO FERNANDO COUTINHO (PSB)
JORGE CÔRTE REAL (PTB)
KAIO MANIÇOBA (PMDB)
LUCIANA SANTOS (PCdoB)
MARINALDO ROSENDO (PSB)
MENDONÇA FILHO (DEM)
PASTOR EURICO (PHS)
RICARDO TEOBALDO (PTN)
SEBASTIÃO OLIVEIRA (PR)
SILVIO COSTA (PTdoB)
TADEU ALENCAR (PSB)
WOLNEY QUEIROZ (PDT)
ZECA CAVALCANTI (PTB)

Sergipe
ADELSON BARRETO (PR)
ANDRE MOURA (PSC)
FÁBIO MITIDIERI (PSD)
FABIO REIS (PMDB)
JOÃO DANIEL (PT)
JONY MARCOS (PRB)
LAERCIO OLIVEIRA (SD)
VALADARES FILHO (PSB)

Alagoas
ARTHUR LIRA (PP)
CÍCERO ALMEIDA (PMDB)
GIVALDO CARIMBÃO (PHS)
JHC (PSB)
MARX BELTRÃO (PMDB)
MAURÍCIO QUINTELLA LESSA (PR)
PAULÃO (PT)
PEDRO VILELA (PSDB)
RONALDO LESSA (PDT)

* Os deputados assinalados são suplentes em exercício.

Fonte: G1