expr:class='"loading" + data:blog.mobileClass'>

quarta-feira, 1 de junho de 2016

SÓ FOI ORLEANS SAIR DA SECRETARIA DE SAÚDE... “PRAS COISA 'DISANDAR' SIÔ”

Uma imagem vale mais que mil palavras

Cadê a ambulância?

"Volta Orleans, o povo sente sua falta".

Foto: redes sociais

terça-feira, 31 de maio de 2016

EXCLUSIVO! VAZAM ÁUDIOS DOS POSSÍVEIS CANDIDATOS A PREFEITO DE JOSELÂNDIA NA HORA DE PEDIR VOTOS!

Gravação revela como será a abordagem dos possíveis candidatos ao pedirem votos e as possíveis respostas dos eleitores!


Devido a má qualidade dos áudios, transcrevemos as possíveis falas dos pré-candidatos.





quinta-feira, 21 de abril de 2016

SARNEY FILHO PODE VIRAR MINISTRO DE TEMER

A família Sarney, que trabalha pelo impeachment, negocia com o Palácio do Jaburu entregar o Ministério do Meio Ambiente a Zequinha Sarney, filho do ex-presidente da República.

terça-feira, 19 de abril de 2016

MULHER DO POVOADO SERRINHA É DADA COMO DESAPARECIDA

O nome é Maria do Espirito Santo Silva, ela tem 52 anos e a maioria de seus familiares moram no Povoado Serrinha, em Joselândia. Segundo informações ela desapareceu em Sorriso-MT, informações essas que partiram das redes sociais e confirmadas pelo nosso blog. Ela tem um irmão e sobrinhos na cidade de Sorriso-MT, que a levaram para ficarem alguns dias com ela. Membros da família que moram no município de Joselândia disseram que Maria do Espirito Santo Silva tem transtornos psiquiátricos e que ela já tinha desaparecido outras vezes quando estava no povoado Serrinha. Por estar muito longe das pessoas que a conhece, a preocupação dos familiares aumentam, pois acreditam que assim fica mais difícil de reencontra-la.

Segue foto:

PDT EXPULSA OS SEIS DEPUTADOS FEDERAIS QUE VOTARAM CONTRA DILMA

O PDT iniciou nesta segunda-feira (18/4) o processo de expulsão dos seis deputados federais do partido que ontem, domingo, votaram a favor do impeachment da presidente Dilma Rousseff (PT) – contrariando determinação expressa do Diretório Nacional.
A decisão do PDT de votar contra o impeachment foi tomada em dezembro do ano passado, sendo referendada posteriormente, por unanimidade, pelo Diretório Nacional reunido em Brasília dia 22 de janeiro; e, por último, confirmada na última sexta-feira (15/4), em reunião da Executiva com integrantes da Comissão Nacional de Ética, presidentes dos movimentos de base partidário e integrantes das bancadas do PDT na Câmara e no Senado.
Reunida nesta manhã (18/4) na Sede Nacional do partido, em Brasília, os membros da Comissão Permanente discutiram o comportamento dos deputados do PDT e, ao final, confirmaram a decisão de expulsar os deputados infiéis.
Votaram contra a determinação da direção do partido e foram expulsos, de ofício, os deputados federais Mario Heringer (MG), Sérgio Vidigal (ES), Giovanni Cherini (RS), Flávia Morais (GO), Subtenente Gonzaga (MG) e Hissa Abrahão (AM).
A Comissão de Ética, como anunciado, iniciou os processos de expulsão garantindo a todos amplo direito de defesa previsto na legislação e nos estatutos; e vai submeter o seu parecer ao Diretório Nacional do PDT já convocado para decidir sobre o assunto no próximo dia 30 de maio, no Rio de Janeiro.
Os que forem dirigentes estaduais serão destituídos dos cargos, caso do Espirito Santo, presidido por Sergio Vidigal; e Goiás, presidido por Georges Morais – e também serão destituídas as comissões provisórias do PDT nos estados de Minas Gerais e Amazonas presididas, respectivamente, pelos deputados Mario Heringer e Hissa Abrahão.
A decisão de expulsar os infiéis foi tomada pela Executiva em dezembro passado, ato referendado pelo Diretório nacional dia 22 de janeiro e, por último, confirmado na sexta-feira passada (15/4) na reunião da Executiva Nacional, com a Comissão de Ética,  movimentos partidários e bancada federal do partido. Os parlamentares, todos, também foram avisados por escrito que corriam risco de expulsão caso não votassem contra o impeachment.

Veja vídeo com fala de Carlos Lupi:

Fonte: OM - Ascom PDT - OM

segunda-feira, 18 de abril de 2016

CARTÓRIO ELEITORAL FICARÁ EM JOSELÂNDIA ATÉ O DIA 22/04

Começaram hoje 18, e vão até o dia 22 de abril os serviços do Cartório Eleitoral em Joselândia. Além de oferecer aos cidadãos de 16 anos ou mais a oportunidade de emitir o título eleitoral para ter direito a votar nas próximas eleições, o atendimento também prever consultas, para saber se o eleitor tem alguma pendencia com a justiça eleitoral a fim de estar se regularizando. Transferências de Títulos também estão sendo oferecidos. O Cartório Eleitoral está atendendo na Escola Municipal Antônio Mendes Pereira, na Avenida Duque de Caxias. 

HOJE É ANIVERSARIO DE ORLEANS CARVALHO

Amado e odiado por fazer simplesmente o que qualquer pessoa de bem normalmente faria, ajudar a quem precisa. Essa é a punição para Orleans por ser o que é. Amado e odiado. Mas não é com sentimento de ódio, até por que não existe motivo, que escrevemos esse editorial. O que sentimos no dia de hoje é só alegria, por saber que Joselândia tem sempre contado com esse homem, que nunca fugiu a luta nas horas boas e ruins que temos passado.

Orleans merece respeito pelo homem corajoso que é. Pois ninguém, ou melhor, nenhum político soube dar tantas voltas por cima como ele. Perder eleição? Para ele era apenas mais um motivo de nunca desistir de lutar verdadeiramente pelos seus conterrâneos, contra as injustiças, as desigualdades e contra os que se aproveitavam dos mais humildes.

É, foram muitos anos de lutas, derrotas... Derrotas não! No dicionário desse homem, essa palavra não existe. Então, podemos dizer que foram muitas lutas vitoriosas.  E nesse nosso mundo de “humanos” já sabemos como funciona: quem procura o bem comum para uma sociedade, é atacado.

 Parabéns Orleans pelos seus 49 anos. Você é o que muitos políticos de Joselândia deveriam ser. Perseverantes. E nunca desistir de fazer o bem, mesmo não satisfazendo alguns.
Assim que definimos você: “Amado por fazer o bem, e odiado por fazer o bem”.   O mais importante é que você está fazendo. O bem.

ENQUANTO MULHER VOTA CONTRA CORRUPÇÃO, MARIDO É PRESO POR CORRUPÇÃO.


O prefeito de Montes Claros em Minas Gerais, Ruy Muniz  (PSB) foi preso preventivamente pela Polícia Federal na manhã desta segunda-feira (18), em Brasília (DF). Ele é suspeito de prejudicar o funcionamento de hospitais públicos da cidade para favorecer um hospital privado, que é gerido pela sua família.
Muniz é casado com a deputada federal Raquel Muniz (PSD), que votou neste domingo (17) a favor do processo de impeachment da presidente Dilma Rousseff (PT).

Ela destacou a gestão do marido ao proferir o voto. "Meu voto é em homenagem às vítimas da BR-­251. É para dizer que o Brasil tem jeito, e o prefeito de Montes Claros mostra isso para todos nós com sua gestão".
Veja no vídeo o voto da deputada:


O prefeito foi preso na operação "Máscara da Sanidade II - Sabotadores da Saúde" e deve chegar à cidade mineira ainda nesta segunda. A Justiça também expediu mandado de prisão contra a atual secretária de saúde do município, Ana Paula Nascimento.

VEJA COMO VOTARAM OS DEPUTADOS DO MA NA SESSÃO DO IMPEACHMENT

Foram oito votos contra e dez a favor do processo de impeachment.
Parlamentares maranhenses estiveram em votação neste domingo (17).

Os deputados maranhenses participaram neste domingo (17) da votação que decidiu pelo prosseguimento do processo de impeachment contra a presidenta Dilma Roussef (PT). Dos 18 parlamentares que representam o Estado, dez votaram a favor e, os outros oito, contra.

Veja abaixo como votou cada deputado maranhense

Votaram SIM pelo prosseguimento do processo de impeachment

Votaram NÃO pelo prosseguimento do processo de impeachment


EX-GOVERNADOR ZÉ REINALDO FOI “TOPADO” AO DIZER "SIM AO IMPEACHMENT"

O deputado federal José Reinaldo foi uma das poucas vozes que tiveram coragem de relembrar as barbaridades cometidas por Lula, Dilma e o PT contra o Maranhão, entre elas o engodo da refinaria da Petrobras em Bacabeira.
Ontem, durante votação que aprovou a abertura do processo de impeachment contra a presidente, Zé Reinaldo fez uma espécie de desabafo em relação as perseguições que ele e o estado sofreram durante os governos de Lula e Dilma.
Quando José Reinaldo foi governador, o envio de verbas federais, por ordem de José Sarney, foram barradas para o Maranhão, sem falar que ministros eram impedidos de pisar no estado. Reinaldo até preso foi, em uma armação maligna bancada por Sarney e Lula.

Mesmo com todas as dificuldades, José Reinaldo fez um bom governo, conseguindo eleger em seguida Jackson Lago, contra a vontade de Lula, que veio a Timon pedir votos para Roseana Sarney.
No governo Jackson, as perseguições implacáveis de Sarney continuaram. Lago foi penalizado do primeiro ao último dia do seu governo. Em Brasília, o Maranhão chegou a ser retirado do mapa.
E com a ajuda do amigo Lula, Sarney conseguiu cassar o pedetista.
Com Flávio Dino também não foi diferente. Além de Lula e Dilma apoiarem Roseana e Lobão Filho nas eleições para o governo, ainda tiram-lhe o PT. Dino sofreu as maiores humilhações. Até para ser nomeado na presidência da Embratur, Dilma teve que pedir autorização para Sarney.
Durante todo esse processo de impeachment, fora José Reinaldo, ninguém lembrou de passar a limpo as atrocidades de Lula, Dilma e petistas cometidas contra Jackson Lago, Flávio Dino e o povo maranhense. Até mesmo deputados do PDT se calaram, poderiam ter repudiado o golpe sofrido por Jackson.
Ao longo dos governos do PT, José Sarney se tornou um dos políticos mais poderosos do país. Teve o controle de ministérios, centenas de cargos, dava as cartas no Palácio do Planalto. Isso até uns dias atrás.
Vendo que Dilma seria deposta do poder, tratou de pular do barco. Não pelo fato de ser o PMDB que vai assumir o país, poderia até ser o PCdoB, visto que José Sarney sempre ficou do lado do poder. Assim acontece desde que iniciou sua trajetória política.

Fonte: John Cutrim